Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: Meu vaqueiro, meu peão

[Na Sombra do Poder: Meu vaqueiro, meu peão]
24 de Setembro de 2020 às 05:00 Por: Pixabay/ Reprodução/ Redes sociais/ Divulgação Por: Editoria de Política

Meu vaqueiro, meu peão

O marido de uma famosa prefeita do Baixo Sul da Bahia foi parar em Goiânia e tomou gosto pela vida no campo. Ficou por lá contando os gados e o TCM aqui querendo saber onde o moço arrumou tanto dinheiro. O cara comprou fazendas e muitos rebanhos na terra do sertanejo e acabou esquecendo dos camarões de sua terra.

As voltas no mundo de Cajado e Jonga Bacelar

O valor gasto com combustível por deputados em plena pandemia deu o que falar. Equivale a 268 voltas ao redor do planeta azul ou mais de R$ 4,2 milhões das cotas parlamentares. No topo do ranking baiano, Cláudio Cajado e João Bacelar. Haja voltas ao mundo hein, deputados?

Olha o gás!

O filho de uma famosa política soteropolitana conseguiu fazer um belisco no gás. Um valor de encher os bocapios... Quem leu o Diário Oficial minuciosamente esta semana não deixou passar batida a publicação de um contrato vultoso. Alguns interlocutores do Palácio de Ondina acharam estranho a fatia só sair depois de acordos que passaram pela eleição de Salvador.

Contagem regressiva

Corre à boca miúda entre os políticos baianos a suspeita que o camburão preto da PF vai entrar em ação muito em breve de olho em uma figura importante do jogo do poder. As apostas são unânimes em afirmar que a coisa não passa de dois meses. Começou a contagem regressiva. 

Sidninho Mangalarga Marchador

A lista de declaração de bens dos vereadores no site da Justiça Eleitoral virou um momento de diversão para quem gosta e acompanha a política baiana. O vereador Sidninho (Podemos), líder da oposição na Câmara de Salvador e que tenta a reeleição, declarou ser proprietário de 74 cavalos, no valor total de R$ 975.000,00. 

Camaro amarelo?

Também chamou atenção a lista de bens de Ana Paula Matos, escolhida como vice de Bruno Reis. Em especial um item: um Chevrolet Camaro. Cresce a curiosidade em saber se a ex-secretária é fã de sertanejo universitário e qual a cor desse possante. No total, a postulante registrou no TSE o montante de R$ 1.078.512,88.

Em tempo: Ana já falou por aí que o patrimônio foi erguido em 20 anos na vida pública, também como servidora da Petrobras. Se bobear, ela tem mais estrada que esse Camaro.

Oportunidade única

Nós, da NSP, queremos saber qual foi a oportunidade imperdível que um candidato a vereador do MDB encontrou de adquirir um apartamento no alto do Itaigara pelo valor de R$ 50 mil. Conta aí, pois uma oferta dessa, imperdível, precisa ser divulgada. Por esse valor e com boa localização, é bem difícil encontrar qualquer imóvel na cidade de Salvador.

É o quê?

Tem candidato a vereador de Salvador com nome contendo mais números do que aquele que se digita na urna eletrônica. É isso mesmo. Impronunciável. Parece que um postulante à CMS pelo PTB deixou a escolha do nome a cargo de um gato que decidiu passear pelo teclado. Ou será que é numerologia? Estamos ansiosos pelo jingle.

Zuckerberg dos bairros

O deputado federal e candidato à prefeitura de Salvador, João Carlos Bacelar (Podemos), gastou nos últimos 30 dias — período de pré-campanha eleitoral — mais de R$ 17 mil reais em publicidade impulsionada no Facebook, liderando com folga a lista dos candidatos que mais colocaram dinheiro nos bolsos da rede social americana. Em busca de uma vaguinha no Thomé de Souza ou no Vale do Silício, Zuckerberg dos bairros?

Funcionário bancando o chefe?

André Fraga, candidato a vereador de Salvador e ex-titular da Secretaria municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), é o atual líder no número de doações para campanha eleitoral na Bahia. No entanto, dos cerca de R$ 26 mil arrecadados, R$ 6,3 mil foram provenientes de atuais funcionários da Secis, inclusive de João Resch Leal, atual titular da pasta, que tirou do bolso R$ 2,5 mil para ajudar na campanha do ex-chefe. Queridão demais!

O estranho silêncio do ‘líder’

Causou estranheza entre os agentes da política soteropolitana o silêncio do vereador Geraldo Júnior, presidente da CMS, no imbróglio da aliança local do PTB com Bruno Reis. Como o PTB faz parte do bloco de partidos do qual ele é o porta-voz (com SD, MDB, PSC e Republicanos), muita gente esperava que o ‘líder’ entrasse publicamente no circuito pelos colegas. O que se ouve por aí é que ele deixou uma lacuna no momento em que os amigos-irmãos mais precisavam. 

"Sede da vitória"

O dono da rede Atacadão/Atakarejo e candidato a prefeito de Lauro de Freitas, Teobaldo Costa, apelou nas redes sociais com uma foto bebendo água no gargalo. Na legenda: a sede da vitória. A tentativa é válida, mas a apelação pegou mal para o milionário político. Só de bens declarados foram mais de R$ 300 milhões.

Pinheiro, pinheiro meu

Falando em "bizarrice" nas redes, não passou despercebida a adoração do candidato a prefeito de Salvador Celsinho Cotrim a uma planta na rede social. Haja chamego.

Melhorias
Um vereador de Salvador, agoniado pra viabilizar sua reeleição, prometeu levar ‘melhorias’ para uma comunidade, mas acabou causando problema em dose dupla. O que era para ser uma pavimentação asfáltica não passou de uma borra de betume, que, por sinal, foi muito mal colocado e gerou uma inclinação que faz a água da chuva invadir casas. Sem contar a ‘piscina’ que se forma na saída das residências. Agora que o estrago tá feito, ninguém encontra mais o bendito vereador para pedir a correção do serviço.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso